Notícia

CONTROLADORIA

Controladoria Geral do Estado
Sexta, 31 Maio 2019 15:31
CONTROLE SOCIAL

Controladoria-Geral do Estado compartilha experiências com estudantes de Contabilidade da Estácio

Projeto CGE Educativo busca apresentar o trabalho realizado pela equipe do órgão e incentivar a participação social

Controladora-geral do Estado apresenta o trabalho realizado pela CGE Controladora-geral do Estado apresenta o trabalho realizado pela CGE Livia Leão
Texto de Livia Leão

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) recebeu na tarde desta quarta-feira (29) os estudantes de Contabilidade da Faculdade Estácio de Alagoas para apresentar o trabalho realizado pela equipe do órgão e incentivar a participação social no planejamento e na gestão pública.

Para a controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, o projeto busca levar informações sobre o órgão de controle para os futuros profissionais, que são os multiplicadores do trabalho realizado pela CGE. "As boas práticas precisam ser replicadas. Precisamos exercer o controle social, utilizar as ferramentas disponíveis, acompanhar a administração pública e levar as informações sobre o combate à corrupção, o direito de acesso à informação para toda a sociedade".

A controladora destacou ainda que os estudantes precisam acompanhar o cenário profissional e conhecer os caminhos disponíveis. "É importante que eles estejam atentos ao mercado e conheçam as opções e exigências da Contabilidade Pública, para que, assim, eles possam atuar com ainda mais responsabilidade".

O CGE Educativo recebe os estudantes das instituições de ensino superior do Estado para compartilhar informações sobre do órgão de controle interno, as ferramentas de controle social e as efetivas medidas de combate à corrupção. Além dia, o projeto busca quebrar paradigmas de que o trabalho da Controladoria é apenas técnico e inacessível. "Se uma pessoa for sensibilizada, se uma pessoa passar a ter uma visão diferente da função do trabalho do nosso órgão, já estamos muito felizes e no caminho para o nosso objetivo. Queremos a participação da sociedade na construção de um trabalho cada vez mais transparente", destacou Maria Clara.